Notícias locais

6 de junho de 2022

Dia dos Namorados deve alavancar as vendas de roupas, tecidos e calçados no comércio paulista


Projeção da FecomercioSP é que, em junho, o segmento apresente crescimento de 18,5% na comparação anual
A compra de presentes para o Dia dos Namorados deve ajudar a aumentar as vendas, em junho, do segmento paulista de lojas de vestuário, tecidos e calçados. A projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é de um crescimento expressivo de 18,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Contudo, as vendas do conjunto de atividades tradicionalmente mais sensíveis à ocasião devem apontar queda de 2,3% no comparativo anual, evidenciando um Dia dos Namorados mais tímido em 2022.

Geralmente, as comemorações noturnas em restaurantes, bares e hotéis/motéis são mais beneficiadas pelo Dia dos Namorados do que o consumo de presentes. A exceção é o setor de vestuário, hoje em evidência graças ao frio antecipado em São Paulo. O clima, aliás, deve contribuir para a alta, já que os preços médios das roupas de inverno são maiores do que a média geral destes produtos. Além disso, a variedade de opções e preços para presentes alcançam praticamente todos os perfis de renda.

Em menor escala, os segmentos que também devem lucrar com o Dia dos Namorados serão as farmácias e perfumarias (0,8%) e os supermercados (0,5%), já que muitos casais optam por comemorar a ocasião com um jantar caseiro especial. As vendas de eletrodomésticos e eletrônicos devem ter queda de 6,8%. As floriculturas também costumam ter desempenho positivo na data. Contudo, o impacto é menor no conjunto do faturamento do varejo.

No mês, o tíquete médio por família com produtos relacionados, direta ou indiretamente, ao Dia dos Namorados deverá ser de R$ 3.010,29, valor 0,5% maior do que o registrado em junho do ano passado. Os consumidores devem gastar, em média, R$ 445,77 com itens de vestuário (alta de 16,8% na comparação anual) e R$ 445,36 (-0,6%) com cosméticos e artigos de beleza. Já quando se trata de alimentação e produtos de higiene, os valores podem chegar a R$ 1.741,50 (-0,8%). Por fim, eletrodomésticos e eletrônicos têm projeção de redução de 8,1%, com gastos na ordem de R$ 377,65.

Projeções para junho
Para o sexto mês do ano, a estimativa da FecomercioSP é que o faturamento do comércio apresente estabilidade em comparação ao mesmo período do ano passado, registrando crescimento levemente positivo de 0,8%. Chama a atenção a forte assimetria no desempenho entre os setores varejistas: enquanto vestuário deve crescer 18,5%, nas concessionárias, a estimativa é de queda de 10,4%. Se as projeções se confirmarem, o consumo varejista no mês retomará o nível de 2019.

A previsão para o semestre aponta uma forte desaceleração do ritmo de crescimento. Enquanto, no trimestre, as vendas já consolidadas apontaram uma taxa robusta de crescimento de 10%, as estimativas para os seis primeiros meses do ano indicam alta de apenas 4%. O número reflete os impactos da inflação, que está inibindo a capacidade de consumo das famílias.

Dicas para alavancar as vendas
O empresariado deve aproveitar as comemorações do Dia dos Namorados para investir em iniciativas de gestão e marketing, com o intuito de obter os melhores resultados com a data. É importante se atentar a tendências de mercado, lançamentos e preferências dos consumidores, bem como preparar a loja física ou online quanto aos estoques, além da formação da equipe e do treinamento desta para apresentar lançamentos, ações promocionais, prazos de entrega, troca e devoluções. Uma boa decoração visual também pode fazer a diferença na hora de atrair a clientela.

Outras estratégias podem ser a criação de kits, relacionando os presentes ao perfil da pessoa; e a publicação de conteúdo e iniciativas de interação com os seguidores nas mídias sociais e o e-mail marketing, oferecendo, por exemplo, cupons de desconto para a ocasião. Por fim, é possível ter ofertas para os “atrasados” (aqueles que deixam para comprar o presente na última hora) e, principalmente na semana do dia 12, disponibilizar um atendimento em tempo real pelos canais online. No WhatsApp, por exemplo, os vendedores devem estar atentos para esclarecer as dúvidas e responder a dúvidas dos clientes o mais rápido possível para fechar a compra.

Voltar para Notícias